segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Falando com as ondas -Virgínia além mar


Sossega marola
Que a noite não é só sua
Esplêndida   está a lua
Assoviante, o vento a assola

Pescador   beija a   mulher nua
É novembro e, mais cálida a parola
Pés descalços pedem a rua
Portanto sossega querida marola ...

Navegantes te imploram
Há peixe na rede
Fome não há na palhoça

Uma jangada não retorna
Nela      frio e sede
e alguns choram
  ******************* * virgínia além mar

5 comentários:

  1. Virgínia querida, que prazer receber sua mensagem para ler seus versos aqui, sua conversa com as ondas , são na verdade , uma conversa com Deus, o grande criador desta maravilha que é o mar, adorei ler,muito agradecida por esta maravilha poética ao mar,
    Efigenia

    ResponderExcluir
  2. Vica querida,
    Lindo seu canto com o mar que nos é tão caro e a história do pescador sempre fascinante em seus aspectos mais misteriosos e íntimos.Sua poesia sempre conduz a um encanto total, enriquecendo minha alma.
    beijos
    Vânia

    ResponderExcluir
  3. OLÁ,VÂNIA.

    LINDÍSSIMO POEMA.

    PARABÉNS, VOLTAREI SEMPRE, POIS REALMENTE GOSTEI MUITO DO SEU BLOG.

    ResponderExcluir
  4. Poesia pura! Que lindo! Parabéns!!!!bjs

    ResponderExcluir
  5. Sublime Poesia Virgínia querida!
    Quanta doçura e generosidade nos teus versos
    Poetinha jardineira
    Tua poesia é uma prece muito Linda!
    Que transborda o teu intenso amor e respeito pelas águas do mar...
    Chego a sentir o carinho das espumas pipocando em minha pele...
    Grata por mais este bocadinho do mar que nos ofereceu Vi....Amei!
    Te Admiro um tantão minha Amiga!

    beijinhos de bem querer da Li tua fã

    ResponderExcluir